• André Machado Mastrobuono
  • Breno Krasilchik
  • Flávio Isaias Simonetti Cohn
  • Jozsef Peter Cohn
  • Marco Antonio França Mastrobuono
  • Ornella Heins Psillakis
  • Pedro Machado Mastrobuono

  • Presidente: Marco Antonio França Mastrobuono
  • Vice Presidente: Jozsef Peter Cohn
  • Diretor Tesoureiro: Breno Krasilchik
  • Diretor Jurídico: Pedro Machado Mastrobuono

  • Secretário Geral: Rui Fernando Costa de Almeida Prado
  • Departamento de Informática: Walter Edelstein

  • Presidente de Honra do Conselho (in memoriam)
    Domingos Giobbi

  •  
  • Airton Queiroz
  • Alessandra Krasilchik
  • Alfredo Setubal
  • André Machado Mastrobuono
  • Antonio Celso Ribeiro
  • Arnaldo Landi de Souza Mello
  • Breno Krasilchik
  • César Giobbi
  • Charles Cosac
  • Diógenes Paixão
  • Eduardo da Rocha Azevedo
  • Emerson Leão
  • Fersen Lamas Lambranho
  • Flávio Isaias Simonetti Cohn
  • Franco Terranova
  • Giancarlo Zorlini
  • Israel Vainboim
  • Ivan Fábio Zurita
  • Jean Boghici
  • Jones Bergamin
  • José de Menezes Berenguer Neto
  • Jozsef Peter Cohn
  • Luis Antonio de Almeida Braga
  • Luiz Ernesto Machado Kawall
  • Luis Paulo Montenegro
  • Márcio Lobão
  • Marco Antonio França Mastrobuono
  • Marcos Ribeiro Simon
  • Marcus Olyntho de Camargo Arruda (in memoriam)
  • Meyer Joseph Nigri
  • Olívio Tavares de Araújo
  • Orandi Momesso
  • Ornella Heins Psillakis
  • Paulo Pasta
  • Pedro Machado Mastrobuono
  • Raul de Souza Dantas Forbes
  • Reynaldo Dabus Abucham
  • Rui Fernando Costa de Almeida Prado
  • Sérgio Sahione Fadel
  • Silvio Frota
  • Ulisses Eliezer Simonetti Cohn
  • Zeev Horovitz

O Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna tem por principais finalidades fomentar o desenvolvimento da cultura brasileira, bem como a preservação e divulgação da memória e da obra artística de ALFREDO VOLPI e, ainda, de ERNESTO DE FIORI, YOLANDA MOHALYI, FLÁVIO DE CARVALHO, ALDO BONADEI, JOSÉ ANTONIO DA SILVA e outros, através da confecção de seus catálogos racionais e memoriais biográficos.

O Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna buscará também fomentar a cultura brasileira, através de iniciativas e de ações para formar, desenvolver e consolidar a consciência de defesa do patrimônio cultural pátrio, estimulando o debate e buscando a formação de recursos humanos e outros voltados para a preservação do patrimônio cultural.

O Instituto Volpi empreenderá os trabalhos agrupados por projeto individual, autônomo e redigido de modo independente para cada artista separadamente.
Desde já estão contemplados os seguintes:

  • Projeto BONADEI
  • Projeto DE FIORI
  • Projeto FLÁVIO DE CARVALHO
  • Projeto JOSÉ ANTONIO DA SILVA
  • Projeto VOLPI
  • Projeto YOLANDA MOHALYI

Cada projeto deverá ser conduzido de forma específica, empregando recursos materiais e humanos respectivamente adequados e, também, cooperação com outras instituições culturais, conforme o caso. De mesmo modo, os patrocínios serão individualizados e específicos.
As informações devem ser buscadas no respectivo projeto.



O Instituto já está conveniado com a empresa Base Sete Projetos Culturais Ltda., que realizará o Catalogue Raisonné (Catálogo Racional) de Alfredo Volpi, conforme o respectivo Pronac, já aprovado pelo Ministério da Cultura – MinC e com patrocínio do Centro Cultural Itaú.



O Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna informa que, por decisão final de 2ª Instância, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o contrato de gestão de direitos autorais firmado pela ex-inventariante Eugênia Maria Volpi Pinto com a empresa Imaginação Imagem & Ação Ltda., foi considerado irregular e não representa o espólio do artista.

Informamos, ainda, que o processo de inventário de Alfredo Volpi permanece aberto, razão pela qual qualquer nova solicitação pertinente a Direitos Autorais, deverá ser postulada judicialmente, sendo certo que todos os futuros pagamentos deverão, obrigatoriamente, ser feitos através de depósitos em favor do aludido espólio.

Qualquer eventual dúvida, consulte nossa diretoria de assuntos jurídicos.



ALVARÁ JUDICIAL

Esta instituição foi constituída em cumprimento do Alvará n.º426/2012-B-JCA, que expressamente autoriza Marco Antonio França Mastrobuono a criar o INSTITUTO ALFREDO VOLPI DE ARTE MODERNA, com a finalidade social de fomentar o desenvolvimento da cultura brasileira, preservação e divulgação da memória e da obra artística de Alfredo Volpi, podendo o autorizado assinar todo e qualquer documento para o bom cumprimento do referido Alvará.